top of page

Compreendendo a Alopecia Androgenética: Diagnóstico, Tratamentos e o Papel do Dermatologista


O Dermatologista Joel Reis aborda o tema Alopécia Androgenética. A alopecia androgenética, conhecida vulgarmente por calvície, é a forma mais comum de perda de cabelo que afeta tanto homens como mulheres.







A alopecia androgenética é causada por uma combinação de fatores genéticos e hormonais. Nos indivíduos geneticamente predispostos, os folículos capilares sensíveis à dihidrotestosterona (DHT), uma forma mais potente da testosterona, começam a encolher progressivamente ao longo do tempo, processo chamado de miniaturização. A DHT liga-se aos recetores dos folículos capilares, encurtando a fase de crescimento do cabelo (anagénese) e prolongando a fase de repouso (telogénese). Isso leva a uma diminuição gradual da espessura e do comprimento dos fios capilares, resultando na aparência de perda de cabelo.


Essa condição é hereditária e pode ser transmitida tanto pelo lado materno quanto paterno. A alopecia androgenética é mais comum em homens, mas também afeta mulheres. A distribuição dos folículos capilares sensíveis à DHT varia, resultando no padrão característico de perda de cabelo em forma de "M" na região frontal e de coroa no topo da cabeça em homens, e afinamento difuso do cabelo no topo da cabeça em mulheres.


Embora possa ser aflitivo, a avaliação e tratamento precoce por um dermatologista é fundamental para gerir e impedir o agravamento da alopécia. O dermatologista está preparado para diagnosticar e diferenciar a alopécia androgenética de outros tipos de perda de cabelo, como a alopecia areata, eflúvio telógeno ou líquen plano pilar. Uma avaliação abrangente por um dermatologista permite a criação de um plano de tratamento personalizado de acordo com as necessidades específicas do paciente.


Existem diferentes tratamentos disponíveis e vias de administração que mais se adequam a cada permitindo obter o melhor resultado possível sem efeitos laterais indesejáveis.


Antes de considerar o transplante capilar, os tratamentos médicos podem desempenhar um papel vital na estabilização e melhoria da condição do cabelo existente. Ao abordar os fatores subjacentes que contribuem para a perda de cabelo, os tratamentos médicos fornecem uma base para resultados bem-sucedidos no transplante capilar.


Em resumo, a alopécia androgenética é uma condição comum que pode ter um impacto significativo na autoestima e na qualidade de vida de uma pessoa. Procurar avaliação e tratamento de um dermatologista é essencial para um diagnóstico preciso e para o desenvolvimento de um plano de tratamento adequado. Os tratamentos médicos oferecem benefícios valiosos tanto antes quanto depois do transplante capilar, melhorando o sucesso geral e os resultados a longo prazo.


Por isso, se apresenta queixas de perda de cabelo, consulte um dos nossos dermatologistas para explorar suas opções de tratamento e recuperar a confiança na sua aparência.

Comments


bottom of page